Começando a planejar seu ambiente de trabalho: – Passo 1: Ergonomia

Em um escritório ou empresa é natural que passemos muito tempo sentados em frente ao computador, ou sentados em outra função, mas sem se movimentar.  Por este motivo investir em móveis ergonômicos não é somente uma questão de estética e sim de saúde e bem estar.

b

A má postura realizada de forma contínua, motivada muitas vezes por móveis que não atendem as necessidades básicas de ergonomia, podem desencadear em muitos problemas de saúde, inclusive problemas irreversíveis na coluna vertebral.

Um bom projeto ergonômico vai evitar causar lesões por esforços repetitivos que ao longo do tempo podem levar à incapacidade. Pensar na altura de mesa( considerando inclusive a altura da pessoa que irá utilizar), no modelo de cadeira, por exemplo, irão proporcionar bem estar físico e ajudar a manter a saúde dos funcionários.

Uma pesquisa realizada pelo Departamento de Estado do Trabalho e Indústrias de Washington avaliou 250 estudos de caso sobre os efeitos da ergonomia em várias situações. Eles descobriram que aplicar a ergonomia pode ter um impacto profundo sobre uma organização, incluindo os seguintes benefícios:

Reduz os custos;
Melhora a produtividade;
Melhora a qualidade do trabalho realizado;
Melhora o envolvimento dos funcionários com suas tarefas;
Cria uma cultura de segurança.

É muito importante dentro de um bom projeto que se configure de maneira adequada a sua mesa de trabalho. A primeira questão a se pensar é na altura da mesa. Ela deve permitir que você digite no teclado com seus braços e mãos paralelos ao solo, seus pés retos no chão e suas pernas se encaixando embaixo da mesa com conforto. Portanto não existe um tamanho ou altura padrão, ela varia de acordo com a pessoa que irá utilizar.

Depois da mesa, a cadeira é a mobília mais importante do seu escritório. Para acertar na escolha você deve levar em consideração os seguintes itens:

-Suporte lombar: A curva na parte de trás da cadeira deve apoiar a parte inferior da sua coluna, seguindo a curva natural das costas.

– Profundidade do assento: Cadeiras ideais permitem se sentar confortavelmente com suas costas apoiadas no suporte lombar, enquanto deixam um espaço entre a parte de trás dos joelhos e o assento. Regra geral: enquanto estiver sentado, veja se tem 3 ou 4 dedos de distância entre suas pernas e o fim do assento.

– Altura: Você deve ser capaz de ajustar a altura da cadeira para que os pés fiquem retos no chão ou em um apoio.

– Descanso de braço: Devem estar na altura adequada para que seus ombros não se curvem e para que você possa manter seus braços paralelos ao solo.

– Reclinação: Reclinar a cadeira, próximo de 135 graus, pode ser melhor para sua coluna do que sentar-se em um ângulo de 90 graus.

– Material: Preferência pessoal mas algumas pessoas preferem malha porque se sentem quentes em outros tipos de cadeira. Prefira materiais duráveis; cadeiras com espumas baratas se desgastam rapidamente.

E por fim o correto posicionamento do monitor, mouse e teclado irão garantir um excelente rendimento no trabalho e seu conforto físico.

O monitor ou tela do seu notebook devem ficar em torno de 50cm afastado dos seus olhos. A linha superior da tela deve estar no mesmo nível ou abaixo dos olhos, ao mesmo tempo, seu ângulo de visão da tela inteira não pode ser maior que 60 graus. Já o teclado deve estar perto para que você possa manter seu cotovelos confortavelmente ao lado do corpo. O mouse deverá ter um tamanho confortável para suas mãos.

1.jpg

 

Anúncios

Arquitetura em Ambientes Corporativos

Uma nova geração de profissionais vem chegando ao mercado de trabalho, as tecnologias e a maneira de fazer negócios já não são mais as mesmas. E para seguir avançando as empresas e escritórios precisam estar em conexão com o seu tempo, e isto inclui atualizar o espaço de trabalho, reorganizar a maneira de lidar com o espaço físico para que o rendimento e produtividade da empresa aumente.

Hoje sabemos que para uma empresa ou escritório aumentar sua lucratividade devemos  proporcionar aos seus colaboradores bem estar e conforto. Disponibilizar espaços humanizados, versáteis para atender as constantes mudanças empresariais. Ambientes que promovam a integração e compartilhamento de informações, ideias, espaços para convivência, descompressão e até mesmo lazer.

Neste sentido a arquitetura e o design de interiores chega trazendo soluções, geralmente associadas ao desejo dos empresários e profissionais autônomos, em reduzir custos de implantação e manutenção, já que eles enxergam o projeto de arquitetura de interiores como um investimento e portanto esperam um retorno. Para isso o planejamento é fundamental, evitando retrabalhos e custos desnecessários. Afinal o que se busca é aumento de produção e reafirmação da marca no mercado.

Vamos a partir de hoje falar um pouco aqui no blog sobre este segmento dentro da arquitetura de interiores: Arquitetura em Ambientes Corporativos. Trazendo para você dicas e orientações como: materiais adequados, ergonomia, iluminação tendências no mercado, etc. Se você tem uma empresa ou escritório e quer crescer e reafirmar sua marca no mercado te convido a seguir os próximos posts 😉

Google-pelo-mundo-00-Pinterest2

Como decorar quarto de irmãos: menina e menino!!!!!

Dividir o quarto com o irmão do sexo oposto é possível siiim!!!! mas com certeza decorar é um desafio.

Como fazer um quarto lindo e deixar o espaço de cada um com a cara deles???

O ponto de partida é conhecer bem cada uma das crianças, suas preferências e comportamentos. Incentiva-los a participarem da escolha da decoração, cores, móveis é uma boa maneira de personalizar cada um dos cantinhos.

Trabalhar as cores(você pode diferenciar nas paredes, ou então usar uma cor base neutra e usar cores mais vivas ou até mesmo o tradicional rosa e o azul na decoração, pontualmente) e texturas, usar roupas de camas diferenciadas,usar objetos pessoais de cada um na composição da decoração faz com que consigamos um ambiente dividido visualmente e que os irmãos consigam manter sua individualidade e retratem em cada espaço a sua personalidade.

 

A disposição do espaço é uma outra solução para separar esses dois mundos diferentes. Trabalhar com alturas de camas diferentes por exemplo.  O legal é conseguir dar essa individualidade mas ao mesmo tempo integrar harmoniosamente o espaço.

Metais Dourados e Cobre no Banheiro

Uma tendência na decoração é usar metais dourados ou cobre no metais do banheiro. O Design inovador de algumas peças aliados aos tons darão um toque de contemporaneidade e luxo ao ambiente.

Você vai poder optar por uma gama de tons dentro dessas cores e deixar seu ambiente super em alta e sofisticado.

Porém é importante não exagerar nos tons dourados e cobres para não deixar seu banheiro cansativo. O legal é você usar essas cores pontualmente mesmo, limitando-se aos metais e no máximo algum outro detalhe. Use com louças em tons neutros ou em preto,  assim não terá erro 😉

Aqueça a casa para o frio!!!!! com Maxi tricô!!!!

O friozinho vem chegando e precisamos começar a preparar a casa para recebe-lo. E este ano uma das maneiras de fazer isso é apostar nessa super tendência: o MAXI TRICÔ!!!

Esta técnica artesanal que antes fazia sucesso apenas na casa das vovós, caiu no gosto de arquitetos e designers e agora é sinônimo de bom gosto e estilo.

Além de trazer um charme ele dá um ar super aconchegante ao ambiente. Encontramos o maxi tricô em pufes, almofadas, colchas, mantas, tapetes, luminárias, vasos e até cama para os pets.

E aí? gostou? Já pensou que delícia para dias frios e chuvosos de inverno, se aconchegar em um maxi tricô 😉

 

 

Como decorar um aparador

O aparador é uma peça coringa na decoração. Ele é super versátil, podemos usá-lo no hall de entrada, na sala, cozinha, sala de jantar, etc.

Mas antes de decorá-lo é preciso entender em que contexto ele está, pois dependendo do ambiente ele pode assumir funções diferentes. Ele pode estar em um ambiente tanto de forma funcional como apenas decorativo.

No hall de entrada ele tem mais a função decorativa, aí neste caso o ideal é decora-lo com  poucas peças altas e chamativas. Aqui neste ambiente ele também pode vir acompanhado de um belo espelho ou quadro na parede, só tome cuidado com a largura, para ser proporcional com o móvel. Uma boa dica aqui para deixa-lo mais funcional é colocar uma bandeja para apoiar chaves e correspondências.

Na sala de estar o aparador pode ter função de barzinho e apoiar copos e bebidas além de em alguns caso delimitar e dividir ambientes. Neste espaço você pode decorar o aparador com um belo vaso alto de flores, com bandejas, livros, porta-retratos, revistas.

Já na sala de jantar, ele vira uma superfície de apoio para pratos, copos e as vezes até faz o papel de buffet. Neste caso o ideal é você decora-lo de forma minimalista para que ele possa receber todos esses objetos sem muito remanejo de peças. Uma boa dica aqui é um belo vaso com um arranjo de flores, ou somente vasos, um ou dois, imponentes, ou ainda um belo castiçal.

 

 

 

Dicas para escolher a cortina ideal!!!!

Existe no mercado hoje vários tipos e tamanhos de cortinas, diversos tecidos, o que pode gerar muitas dúvidas na hora de escolher o modelo certo. Mas o primeiro passo é saber o que você pretende ter como conceito do ambiente: clássico? moderno? aconchegante?…e qual será o papel da cortina, se garantir privacidade, controlar a luminosidade ou apenas decorativa.

Sabendo isso você vai começar pelos dados práticos, que são as medidas. Você vai medir altura e largura da janela, e considerar sempre uma folga de tecido nas laterais, que pode ser de 15 a 20 cm de cada lado.

Com estas medidas em mãos você precisa saber se sua janela recebe muita incidência de luz, se entra muito sol. Neste caso será preciso uma camada a mais de tecido para bloquear a passagem de luz, o chamado black-out, que nada mais é do que um forro grosso que ira compor com a primeira camada de cortina. A segunda camada de cortina pode ser um tecido mais leve, como um voal, renda, linho, seda,…vai depender dos outros elementos da decoração do ambiente.

Lembrando que a folga nas laterais deve ser levada em consideração na hora de comprar o varão 😉

Quanto aos tecidos uma dica é evitar tecido escuro em janelas com o índice de luz solar muito intenso, pois o tecido escuro retém o calor e aumenta a temperatura do ambiente, além de desbotar.

Uma boa opção é escolher tecidos em cores neutras para ter mais liberdade e facilidade na hora de compor com o  restante da decoração.

2

Agora se o que você pretende é usar a cortina apenas como um elemento decorativo, opte por tecidos leves e fluídos que darão uma parcial privacidade ao ambiente sem perder a luminosidade externa e a vista para alguma paisagem.

cortinas

sobre-cortinas

 

 

Tendências de decoração para 2017

O mundo da decoração, assim como o mundo da moda, é composto por tendências e conceitos. Portanto, a cada ano surgem novos conceitos que irão guiar o design de interiores e a decoração de ambientes. Para 2017 separamos algumas das tendências para você se inspirar e repaginar a sua casa.

GEOMETRIA:

A Geometria virá fazendo muito sucesso na decoração, tanto em paredes, pisos e também em tecidos de sofá, poltronas, tapetes…

CORES:

As cores que estarão em alta neste ano são: variações de verde(principalmente o verde militar), de azul, amarelo e variações do cinza.

TIJOLINHOS:

E eles continuam com força total!!! para quem adora este revestimento, pode sim ficar muito feliz!!!!Eles são ótimos aliados na decoração industrial ou para dar um ar mais rústico ao ambiente, trazendo muito aconchego.

BRONZE:

A cor bronze vem em objetos e luminárias além do vidros e espelhos.

PAPEL DE PAREDE METALIZADO:

O papel de parede este ano vem trazendo tons metalizados, deixando os ambientes mais sofisticados.

OBJETOS ARTESANAIS:

Os trabalhos manuais estão cada vez mais valorizados. Aqui entra o tricô, o crochê em almofadas, tapetes, objetos, etc. Aposte!!!

 

 

 

Decoração Escandinava

A decoração no estilo escandinavo está super em alta. Ela combina o aconchego à simplicidade e formas contemporâneas. Se você também é um apreciador deste estilo ou quer conhecer um pouco mais sobre esta tendência aqui estão algumas dicas e fotos para você se inspirar.

A Escandinávia é uma região que fica no norte da Europa e que abrange a Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, as ilhas Feroé e a Islândia.

O design escandinavo ou nórdico consiste em ter um ambiente minimalista, simples, básico e aconchegante. Geralmente este estilo utiliza uma paleta de cores neutras com maior predominância no branco(principalmente paredes), mesclada com tons mais vibrantes nos objetos. O conceito é “salpicar” cores em um ambiente branco.

As principais cores do estilo escandinavo são: branca, cinza e bege. Os detalhes em madeiras(abundância do estilo rústico) auxiliam e deixam a decoração com ar confortável e clássico, ela pode aparecer em várias versões: nos pisos, nos pés dos móveis, estantes e outros objetos. O estilo nórdico apresenta quase sempre, móveis retos e elegantes. Além de trazer plantas e flores na decoração.

Geralmente os tecidos e estofados são naturais(linho, algodão,…) e em tons neutros.

Iluminação natural é outro ítem super importante no design escandinavo. Em alguns projetos elas são até mesmo o ponto focal do ambiente. Quase sempre as janelas são livres, ou seja, sem adornos, de modo a dar entrada ao máximo de luz natural possível.

O piso no ambiente escandinavo é de madeira e de preferência madeira clara. Mas hoje no mercado temos várias alternativas para você variar o material sem perder o estilo proposto.